Bula Bactrim Forte

Indicação

Para que serve?

Bactrim Forte é indicado para o tratamento de infecções respiratórias, urinárias, gastrintestinais e outros tipos de infecções.

Conheça outros remédios usados para o tratamento da infecção urinária.

Posologia

Como usar?

A posologia de Bactrim forte depende da idade:

Adultos e crianças acima de 12 anos:

A dose usual é de 1 comprimido ou 10 mL da suspensão, a cada 12 horas.

A dose mínima e dose para tratamento prolongado, de mais de 14 dias é de 1/2 comprimido ou 5 mL da suspensão, a cada 12 horas.

A dose máxima em casos especialmente graves é de 1 e 1/2 comprimido ou 15 mL da suspensão, a cada 12 horas.

Crianças abaixo de 12 anos:

Crianças de 6 meses a 5 anos: A dose recomendada é de 2,5 mL da suspensão, a cada 12 horas.

Crianças de 6 a 12 anos: A dose recomendada é de 5 mL da suspensão, a cada 12 horas.

A posologia acima indicada corresponde aproximadamente a dose diária média de 6 mg de trimetoprima e 30 mg de sulfametoxazol por kg de peso. Nas infecções graves a dosagem recomendada pode ser aumentada em 50%.

Em infecções agudas, o Bactrim Forte deve ser administrado por pelo menos 5 dias ou, até que o paciente esteja sem sintomas, por pelo menos 2 dias. Se a melhora clínica não for evidente após 7 dias de tratamento, a pessoa deve ser reavaliada.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com este medicamento são náuseas, vômitos, aumento de algumas enzimas no fígado, uréia elevada, creatinina sérica elevada, alterações na pele e coceira.

Saiba como evitar a diarreia durante o tratamento com antibióticos.

Contraindicações

Quando não devo usar?

O Bactrim Forte não deve ser utilizado em pessoas com:

  • Doença grave no fígado e no rim quando não se puder determinar regularmente a concentração da droga no sangue;
  • Alergia a sulfonamida ou a trimetoprima;
  • Sérias alterações no sangue.
  • Deficiência de G6PD (desidrogenase de glicose 6 fosfato), a não ser em casos de absoluta necessidade e em doses mínimas.

Além disso, o Bactrim não deve ser administrado em combinação com dofetilida.

Também é contra-indicado na faixa etária de 0 a 6 semanas e em prematuros durante as primeiras 6 semanas de vida.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

O frasco de suspensão deve ser agitado antes da administração.

O tratamento deve ser descontinuado imediatamente ao primeiro sinal de aparecimento de erupção cutânea ou qualquer outro efeito colateral grave.

O Bactrim Forte deve ser administrado com cautela a pacientes com história de alergia e asma brônquica.

Em idosos ou em pacientes com história de deficiência de ácido fólico ou insuficiência renal, podem ocorrer alterações hematológicas indicativas de deficiência de ácido fólico. Estas alterações são reversíveis administrando-se ácido folínico.

Como com todas as drogas contendo sulfonamidas, cuidado é desejável em pacientes com porfiria ou disfunção da tireoide.

No caso de haver necessidade de uso em grávidas, elas devem receber concomitantemente 5 a 10 mg de ácido fólico diariamente. Deve-se ainda evitar o uso no último trimestre de gestação, tanto quanto possível, devido ao risco do recém-nascido apresentar problemas neurológicos devido ao acúmulo de bilirrubina no cérebro.

Informar ao médico se está amamentando. Os dois compostos de Bactrim Forte são excretados pelo leite, devendo-se levar em consideração os riscos.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

Este medicamento tem propriedades bactericidas e duplo mecanismo de ação. O Bactrim contém dois compostos ativos, o sulfametoxazol e a trimetoprima, que agem sinergicamente inibindo dois passos consecutivos da formação de uma substância necessária aos microrganismos, que não conseguem mais se desenvolver.

A ação medicamentosa de Bactrim Forte começa logo após a primeira tomada, no entanto, os germes não são eliminados de imediato. Por isso, mesmo que alguns sintomas como febre e dor, desapareçam, é necessário continuar a tomar o remédio pelo período que o médico estabeleceu.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de ingestão aguda de doses excessivas, intencionalmente ou acidentalmente, podem ocorrer sintomas como náuseas, vômito, diarreia, dor de cabeça, vertigens, tontura e distúrbios mentais e visuais.

Nestes casos, deve-se ir imediatamente ao médico.

Composição

Cada comprimido contém:

Trimetoprima__________________________________160 mg

Sulfametoxazol________________________________800 mg

Excipientes__________________________q.s.p. 1 comprimido

(Excipientes: dioctilssulfosuccinato de sódio, estearato de magnésio, povidona, amido carboximetilsódico).

Laboratório

Roche Químicos e Farmacêuticos S.A.

SAC: 0800 7720 289

Dizeres Legais:

MS-1.0100.0008 | Farm. Resp.: Guilherme N. Ferreira – CRF-RJ nº 4288