Bula Valpakine

Indicação

Para que serve?

O Valpakine é usado no tratamento da epilepsia generalizada ou parcial.

Além disso, este remédio também é indicado nos distúrbios de comportamento associados à epilepsia, no tratamento das convulsões febris na infância, em casos de pessoas com risco de desenvolver epilepsia ou que já tenham apresentado convulsões.

Posologia

Como usar?

O Valpakine está disponível em comprimido e solução oral. O comprimido deve ser tomado com líquido e a solução oral deve ser diluída em água ou suco de frutas. Ambos devem ser tomados por via oral, de preferência durante ou logo após as refeições, para reduzir as chances de ocorrer náusea.

A dose diária deve ser ajustada de acordo com a idade e peso corporal e dividida em 2 ou mais vezes, sendo geralmente cerca de 20 a 30 mg/kg/dia.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos colaterais mais comuns são anemia; redução de plaquetas no exame de sangue, tremores, distúrbios na coordenação motora, sonolência, dor de cabeça, perda de memória, surdez, náusea, reações alérgicas, queda de cabelo, alterações na forma das unhas, aumento de peso, perda de sangue, cólica menstrual, lesão no fígado, alucinações e agitação.

Contraindicações

Quando não devo usar?

O Valpakine é contra-indicado em casos de hepatite aguda ou crônica, antecedentes pessoais ou familiares de hepatite medicamentosa grave, hipersensibilidade ao valproato ou ao ácido valproico.

Também não deve ser usado em pessoas com porfiria hepática, doença mitocondrial ou com distúrbios do ciclo da ureia.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

A epilepsia acontece quando há uma descarga neuronal exagerada, devido à diminuição do ácido gama-aminobutírico, que é um neurotransmissor presente no cérebro, sendo o principal inibidor do sistema nervoso central.

Assim, o Ácido Valproico, presente no Valpakine, atua aumentando os níveis deste neurotransmissor, através da inibição competitiva das enzimas que o catabolizam.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de tomar Valpakine, deve-se informar o médico se existirem lesões severas no fígado ou inflamação no pâncreas.

Em casos de grávidas, mulheres a amamentar ou em idade fértil, ou mesmo em crianças do sexo feminino, deve-se avaliar juntamente com o médico se os benefícios compensam os riscos, uma vez que o medicamento compromete a fertilidade e provoca mal formações no bebê.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em casos de superdosagem com Valpakine, podem ocorrer efeitos como coma, enfraquecimento dos músculos, lentidão de reflexos, diminuição do tamanho da pupila, problemas respiratórios, problemas de metabolismo, hipotensão, choque circulatório e edema cerebral.

Composição

Cada comprimido de Valpakine contém:

Valproato de sódio______________________________500 mg

Excipientes__________________________q.s.p. 1 comprimido

(Excipientes: silicato de cálcio, povidona k30, talco, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, ácido cítrico anidro, dióxido de titânio, eudragit, citrato de trietila, polissorbato 80, dimeticona)

Cada ml de solução oral de Valpakine contém:

Valproato de sódio_______________________________200mg

Excipientes_________________________________q.s.p. 1 ml

(Excipientes: ureia, hidróxido de sódio, água purificada)

Laboratório

Sanofi

– SAC 0800-703 00 14

Dizeres legais:

MS 1.1300.1053 | Farm. Resp: Silvia Regina Brollo – CRF-SP 9.815